One Comment

  1. José Eduardo Ribeiro Moretzsohn
    29 de agosto de 2014 @ 19:23

    Estas estatísticas de “genocídio do povo negro” no Brasil não indicariam antes o “genocídio do povo pobre” ? Afinal, os assassinatos mencionados são perpetrados contra “gente pobre”, classe onde a maioria dos nossos negros se situa. Será que nos EUA o aspecto “negro” dessas estatísticas se mentêm, já que lá há muitos negros muito ricos e outros tantos na classe média alta?