One Comment

  1. marta shaw morse
    18 de novembro de 2012 @ 17:05

    Parabens pelo documentario! E a Sra. Mara com o seu calor humano, integro de amor; e uma a pessoa especial no mundo que merece sim um “Nobel Prize”. Que Deua a proteja e todos os seus.
    Emocionante e cruel a realidade nao vista.