3 Comments

  1. Ruy Mauricio de Lima e Silva Neto
    14 de dezembro de 2013 @ 14:45

    Caro e saudoso professor Lessa: será que temos mesmo que continuar a assistir este penoso processo de desmantelamento e extinção de salvaguardas de braços cruzados? Não há mesmo nada no horizonte ? Especialmente para nós da Geração de 45 que já tivemos uma Gorilada pela frente durante 21 anos, e agora sabe-se lá quantos ainda da atual geração perfumada da Eliane Catanhede.Ah, burguesia!

  2. ALMIR MESSIAS PINA
    14 de dezembro de 2013 @ 18:51

    Gosto sempre de ver, ouvir e ler as análises do professor Carlos Lessa. É uma pena que ele não esteja contribuindo com o país em algum cargo e função relevante. Infelizmente os nossos homens públicos que ocupam cargos têm se curvado aos apelos do “mercado” e aos interesses escusos, impedindo que o Brasil se torne uma grande Nação. Parabéns pela entrevista.

  3. ALMIR MESSIAS PINA
    14 de dezembro de 2013 @ 18:52

    Gosto sempre de ver, ouvir e ler as análises do professor Carlos Lessa. É uma pena que ele não esteja contribuindo com o país em algum cargo e função relevante. Infelizmente os nossos homens públicos que ocupam cargos têm se curvado aos apelos do “mercado” e aos interesses escusos, impedindo que o Brasil se torne uma grande Nação. Parabéns pela entrevista.