One Comment

  1. Bruno Guimarães de Castro
    17 de julho de 2014 @ 12:29

    Concordo. A principal forma de combater essa lógica de exploração a qualquer custo é “…ultrapassarmos fragmentações dentro dos movimentos, para lutarmos por pontos comuns.”