7 Comments

  1. Luiz Fernando Janot
    25 de novembro de 2013 @ 14:11

    Ótima e oportuna entrevista. Parabéns !!!

  2. Bruno Nascimento
    25 de novembro de 2013 @ 16:42

    A maior parte das construções irregulares nas grandes metrópoles nunca serão averbadas pelas Prefeituras brasileiras. Em geral quem regulariza o imóvel tem a intenção de vender ou alugar. Enfim, especular, uma situação bem diferente de quem necessita apenas de um lugar para morar. Por isso é que há uma criteriosa vista grossa dos órgãos de fiscalização, que observam apenas os projetos que dão entrada no protocolo, mediante recolhimento das taxas. Ainda assim, quando os valores das taxas são milionários nos deparamos com escândalos, como o existente na Prefeitura de São Paulo, em que uma quadrilha de auditores fiscais ajuda as empreiteiras a fraudar o ISS. Não por acaso alguns dos beneficiários pelo esquema são os políticos que recebem dinheiro das empreiteiras durante a campanha para fazerem vista grossa durante o mandato e por outro lado vão buscar votos nos bolsões de assentamentos irregulares com promessas de melhorias.

  3. tania
    26 de novembro de 2013 @ 15:30

    para ler e pensar

  4. Severina Garcia de Araújo
    28 de novembro de 2013 @ 21:20

    Excelente entrevista, quanta informação forte de conteúdo rigorosamente verdadeiro e atual! David Harvey é um dos mais importantes estudiosos contemporâneo; os estudantes e os movimentos sociais precisam ter mais acesso a ele e sua obra!