One Comment

  1. 'Sou jovem e tenho direitos!' | Ibase - Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas
    18 de setembro de 2012 @ 22:16

    […] O voto é uma ferramenta para todo o processo de participação e conquista de direitos, mas não é a única. Ribeiro aponta que não adianta só votar ou não votar, mas que é fundamental pensar o que as pessoas vão fazer para conquistar seus direitos, já que o voto não é promessa de ponto final nos problemas. Para a socióloga, é importante abrir diálogo e reflexão sobre o direito a ter direito. Viver sob o descaso de políticas públicas frágeis faz o direito ao lazer parecer uma cobrança absurda, ou algo impossível – mas não é, explica. É necessário pensar sempre a participação social da juventude e de toda a sociedade como processo. Mais que isso, é necessário sentir assim – como luta cotidiana, que não acaba na hora de votar. Deixe seu comentário […]

    Reply

Leave a Reply