One Comment

  1. Luiz Gaulia
    17 de agosto de 2013 @ 14:27

    Como filósofo o autor romantiza uma amplitude da democratização de forma que no texto, tudo cabe. Mas esquece que existem Leis que não são cumpridas por políticos que não saíram de outro planetas mas também da nossa sociedade e que todos esses políticos que ai estão, foram escolhidos pelo ato soberano do povo durante o sufrágio universal.

    Além disso, devemos pensar também em deveres. Os pedidos e clamores por direitos são muitos, legítimos, mas muitos também são os que se esquecem que um país não se faz apenas com direitos e conquistas, mas com entregas individuais, cumprimento das leis, respeito ao próximo em prol da nação, do bem comum.

    As ruas mostraram um turbilhão de bandeiras e também mostraram uma boa quantidade de baderneiros, sem juízo e sem pauta, carregando apenas a violência como proposta.

    Outra questão vital nesse processo é explicar exatamente como as leis atuais e algumas das possíveis mudanças pretendidas podem afetar o futuro dos brasileiros.

    No mais, parabéns ao IBASE – como sempre, inteligente em suas análises e propostas de diálogo.

    Abs.

    LG