9 Comments

  1. Riberto
    8 de maio de 2012 @ 23:36

    Ponto . Foi dada a largada e a responsabilidade que voces assumiram os coloca num caminho de ida sem volta. Continuem firmes em sua filosofia e seus propósitos e em breve seremos um exército a apoiá-los…sem generais, capitães, sargentos.
    Apenas um exército de brasileiros bem intencionados …

  2. Hylton Sarcinelli Luz
    9 de maio de 2012 @ 13:30

    Parabéns pela iniciativa de começar a divulgar este movimento que colabora de forma efetiva para democratizar a sociedade e empoderar os cidadãos. Tenho interesse em colaborar para introduzir no município do Rio de Janeiro medidas voltadas a ampliar a participação dos cidadãos nas decisões públicas, sempre que envolvam direitos, impostos ou administração dos bairros. Gostaria muito de dialogar com o que estão fazendo, na medida em que percebo possibilidade de sinergias e coincidência de interesses. Parabéns

  3. Assur
    21 de novembro de 2012 @ 19:08

    E ai pessoal, o site está emperrado ? Bem como alguns previram não se pode chamar Jesus de Genézio. Hacker é hacker, assim como ladrão é ladrão e não existe ladrão bonzinho, a não ser que se queira viver no mundo da mentira. Mesmo que seja com a intenção de fazer o bem, um invasor nunca pede licença, e isso já fere qualquer código de ética. Talvez um ladrão bonzinho, tipo Robin Wood, que rouba dos ricos para dar aos pobres faça sentido por algum tempo, mas ainda assim devem ser classificados como saqueadores. E é preciso assumir essa realidade. Então hacker é hacker até que se mude o designativo, certo ? Proponho um espaço para um Forum de debates, mesmo que tenhamos que agir iguais aos outros. Seria uma covardia e antiético agirmos com vista gorssa.