One Comment

  1. alvin da cunha figueiredo
    5 de novembro de 2014 @ 17:35

    A verdade é que o Estado Brasileiro sucatiou as estruturas básicas no qual direitos sociais como Educação e Saúde viraram artigos de venda no mercado.Hoje para se ter acesso a educação de qualidade é preciso pagar por ela,caso o cidadão precise de um atendimento de urgência em unidade hospitalar de qualidade também tem que pagar por ela.
    Assim é que esta nova modalidade de Direito Social que é a moradia inserida na Constituição de 1988 também esta enquadrada na mesma politica de mercado
    onde só tem direito a morar perto dos centros urbanos quem puder pagar muito bem para estar ali. Parece que o mercado
    no Brasil determina quem pode morar na cidade e aonde vão morar as pessoas que não podem pagar pelos serviços que o Estado tem o dever de fornecer a seus cidadãos. Realmente o povo pobre tem que lutar para acabar com essa lógica perversa
    que só reconhece como cidadão aquele que
    tem cargos, títulos e propriedades como se eles fossem os únicos a descontar impostos
    neste país. Vamos a luta!!!

    Horto Eterno !!! (Comunidade bicentenária ameaçada de remoção pelo governo federal) Jardim Botânico ,Rio de janeiro-RJ