One Comment

  1. Arcelina helena publio cias
    4 de fevereiro de 2013 @ 11:05

    Na condição de jornalista e professora aposentada de jornalismo na UnB, só posso parabenizar com a luta e a utilização da comunicação de guerrilha… um termo muito querido da minha geração. Fico feliz que possa ser usado para manifestações pacíficas e com a mesma garra de luta por direitos. Estamos ao seu lado e envio as minhas orações contantes.
    Coragem, venceremos. Arcelina